Varre-Sai





23 dez. 1998



Encontrei no correio eletrônico uma mensagem sua anunciando a página "Gramsci e o Brasil" e pensei: putz, mais uma página de estudos herméticos... Ainda assim, descrente do que encontraria, cliquei o mouse, com uma certa má-vontade, e uma pequena antipatia... Mas, amigo, que surpresa! Que trabalho bonito, sério, cuidadoso, diria até carinhoso tanto no conteúdo como na forma! Fiquei realmente surpreso, e digo isso com a autoridade de quem navega pelos labirintos da rede há algum tempo, e que já não se surpreende diante das veredas encontradas. A página merece ampla divulgação. Que belo espaço de vida você ou vocês construíram, que percepção maravilhosa vocês tiveram, estava fazendo falta no Brasil um cantinho assim, onde pontos importantes de nossa realidade pudessem ser discutidos.
Curiosamente me lembrei do impacto que certas revistas, certos filmes, certas canções tiveram em nossas vidas... Não tenho receio de parecer exagerado. É que coisas assim devem ser celebradas sempre, recebidas com entusiasmo, pois a mediocridade campeia e impera. Ou, como afirma Paulo Botas, o projeto de dominação dos "rasos" está no cotidiano... Sua (sua ou nossa, de todos?) página é essencial, radical (no sentido de antagonizar o raso), e inovadora. Os textos, muito bem escolhidos, e a navegabilidade (importante ferramenta no labirinto virtual), nota dez.
Já providenciei espalhar a boa nova nos limites de minhas cordas vocais e de alcance dos contatos com outros internautas, ávidos por boas paragens. Enviarei a URL para alguns amigos professores de Educação e Ciências Sociais da UFF, e outros companheiros ligados à literatura, política, etc.
Os deuses da Internet me deram um presente! Mas, criatura iluminada, como você me encontrou aqui em Varre-Sai? Você sabe o que pode ser um lugar chamado Varre-Sai? Imagina, ousa supor? É um lugar que nem tem biblioteca pública! Assim, uma página como essa, sobre Gramsci e sobre Brasil, assume uma dimensão saborosa, que nos coloca de encontro com o pensamento intelectual vivo e moderno, de pessoas generosas que "pensam" e nos instigam a pensar sobre nossas vidas, sonhos, projetos, comprometimentos, sentimentos, etc., etc. Muito mais que um espaço para divulgar Gramsci, um alentado cantinho para os nossos cruciais debates sobre nossas vidas nesses velozes tempos...
Visitarei sempre, com muito gosto.
Parabéns, e agradeço sua inesperada presença na caixa de correio desse computador!

Jose Antonio Campos.