Gramsci, os índios e o fascismo






29 maio 2001



Caro Sr. Toledo,

Li o seu texto intitulado "Serão os índios fascistas?" no site *Gramsci e o Brasil* e quero lhe dizer que há tempos não via tamanha distorção dos fatos, da lógica e da realidade, mas acho que não seria prudente esperar mais de um seguidor de Gramsci...
Realmente é um texto lamentável, ainda mais quando feito por um professor universitário, da dita classe intelectual e pensante e que tem o papel de formas alunos. Se o Sr. ajuda a formar algo deve ser amebas... [sic]
Grato pela atenção,

Marcelo Moura Coelho

Resposta do nosso colaborador

Caro Sr. Coelho,

No plano da inteligência humana, valem os argumentos e as razões, não as afirmações genéricas destituidas de fundamentação. "Distorção dos fatos, da lógica e da realidade" é uma fórmula feita que nada explica nem demonstra. "Seguidor de Gramsci"... O que o pobre Gramsci tem a ver com o que escrevi sobre a atuação do ministro da Cultura e de seu governo nos episódios comentados em meu texto? Insultos também não constituem a melhor forma de diálogo democrático e racional.
Acredito que meu texto esclarece o sentido democrático de minha crítica aos desmandos e ao arbítrio do governo FHC. No entanto, através de sua forte repulsa ao meu texto, apenas posso desconfiar de suas (reais) convicções político-ideológicas.
Atenciosamente,

Caio Navarro de Toledo